29 de outubro de 2018 Para barbudos Nenhum comentário

O que é o Minoxidil?

O Minoxidil é, antes de tudo, um medicamento e deve ser tratado como tal, apesar de ser visto meramente como um produto para estética. Conhecido por ser um medicamento contra a calvície e tratar a falta de fios de barba, o Minoxidil surgiu na verdade como um remédio para o tratamento da pressão alta e seu efeito colateral era aumentar a quantidade de pelos no corpo. Então foram feitas pesquisas e adaptações para ser comercializado com o propósito de tratar a calvície.


Mas e aí, funciona?

Essa é a questão. O fato é que tanto para sua aplicação para tratar a calvície ou a falta de fios de barba cada organismo pode reagir de uma forma. Há relatos na internet que afirmam que após meses de uso de algum produto à base de Minodixil a barba cresceu. Mas há também aqueles arrependidos, que investiram dinheiro e esperanças nessa “solução milagrosa” e se frustaram, pois não obtiveram resultados desejados.

O autor Keanu Reeves assumindo de vez a barba falhada

Um ponto importante sobre o uso do Minoxidil são os seus efeitos colaterais. Na melhor das hipóteses sua barba irá crescer, mas esse resultado positivo poderá vim acompanhado de alguns efeitos nada agradáveis, tais como:

  • Comichões (coceiras)
  • Pele seca
  • Suor nos pés e nas mãos
  • Dores de cabeça
  • Crescimento de pelos em locais indesejados, como nas costas, braços, perto dos olhos, etc.

Também há efeitos colaterais graves, que podem causar bem mais do que um desconforto:

  • Dores no tórax
  • Palpitações
  • Fraqueza
  • Tonturas

Ou seja, se você tiver algum problema cardíaco e resolver utilizar o Minoxidil por conta própria os resultados para a sua saúde podem ser desastrosos.

charmosa barba falhada

A opinião de quem entende de produtos de barba

Conversamos com o Rapha Garcia, dono do BARBISTAS BRASIL, O primeiro canal 100% em português voltado para a barba e ele tem um opinião sobre o Minoxidil que até hoje não havia visto nos canais do mesmo ramo. Ele explica com muita facilidade de entendimento sobre esse produto que causa tanta polêmica: o minoxidil.

Minha opinião sobre o Minoxidil é uma só: ele não é brinquedo.
Como eu já disse anteriormente, o Minoxidil é um remédio que, inicialmente, era utilizado para quem tem pressão alta. Aí descobriram que um efeito colateral dele causava o crescimento de cabelo e resolveram manipular a fórmula para se tornar um “milagrinho”.

O fato é, que antes de qualquer coisa, o Minoxidil continua sendo um MEDICAMENTO! E, como qualquer medicamento, continua possuindo contraindicações e, claro, várias reações adversas.

Nisso, o grande problema é que ele pode ser vendido sem receita (até mesmo fora de farmácias). Então, muita gente acha que é só sair comprando caixas e caixas de qualquer marca por aí, sem sequer entender se há a real necessidade e condição para usar.

Além das pessoas sem sequer procurarem saber se há a existência de folículos capilares na região falhada da barba, cada organismo reage de uma forma diferente ao Minoxidil.

Por isso, e por vários outros motivos, quando recebo alguma pergunta sobre esse assunto, faço questão de enfatizar que NADA SUBSTITUI UMA CONSULTA AO DERMATOLOGISTA. Esse profissional é quem vai avaliar PESSOALMENTE cada caso, para afirmar se PODE e se PRECISA usar o Minoxidil.

Do contrário, a pessoa só vai estar enchendo seu organismo de princípios ativos que nada vão ajudar, além de acabar atrapalhando em outros aspectos.

Para encerrar esse ponto de vista, deixo a mesma pergunta que deixo no vídeo: será que vale a pena arriscar a saúde por uma questão meramente estética?

Abaixo o vídeo dele:

Cuidados necessários:

É importante ressaltar que muitas pessoas buscam os produtos com base no Minoxidil sem antes consultar-se com um dermatologista. Algo muito perigoso de se fazer, pois apenas um especialista será capaz de analisar corretamente cada situação. Vamos supor que você tenha algumas falhas na barba e resolveu investir o seu dinheiro em um medicamento para resolver esse problema. Depois de meses, e sofrer com efeitos colaterais, o tão resultado positivo não aparece, as falhas na barba continuam. Isso pode acontecer por causa da ausência do folículo capilar na região. Com a falta de folículo o crescimento natural de barba na região torna-se praticamente impossível. A única solução passa a ser o transplante de barba.

 

Outro fato importante a ser levado em conta é a situação legal dos produtos que tem como base o Minoxidil. Em 2014, a Anvisa suspendeu o produto Biocap Tônico Capilar à base de Minoxidil 5%, o produto estava sendo fabricado, divulgado e comercializado sem possuir um registro, notificação ou cadastro. O fabricante do Biocap também não possuía Autorização de Funcionamento.

A proibição repetiu-se em 2017, a Anvisa proibiu outro produto, dessa vez foi o Rogaine (Minoxidil). O Rogaine afirmava agir no combate à calvície e não possuía um registro sanitário.

Vale destacar que nem todos os produtos que tem o Minoxidil como base estão proibidos. A própria Anvisa salienta isso. Além disso, existem vários produtos que são autorizados pela FDA (sigla de Food and Drug Administration), que é o equivalente a Anvisa dos Estados Unidos sendo comercializados no Brasil e com preços acima da média.

Opte por produtos seguros. Lembre- se que você vai usá-lo na parte mais importante do seu corpo: seu rosto.

Se você não estiver conseguindo ter a barba dos seus sonhos, não compre qualquer produto que contenha o Minoxidil por contra própria. Em todos os casos, o melhor a se fazer é ir à um dermatologista. Faça perguntas e todos os exames que lhe for pedido. Não é apenas de uma bela e volumosa barba que estamos falando, mas sim sobre a sua saúde. E o Minoxidil sendo um medicamento, deve ser prescrito por um médico e usado de forma consciente.

Vale o pensamento.

 

Escrito por Pelas Barbas