16 de maio de 2017 Para barbudos Nenhum comentário

O sonho de ter uma barba densa, cheia e sem falhas nem sempre é possível. Os motivos que causam falhas na barba ou a queda dos fios são os mais variados e vão desde predisposição genética até fatores externos. Contudo, a solução para todos esses problemas pode ser uma só: transplante de barba.

Sim, o transplante de barba chegou ao mercado dermatológico há pouco mais de 2 anos e está ganhando cada dia mais adeptos. Quer saber mais? Continue a leitura!

O que é o transplante de barba?

Os transplantes de barba ocorrem por meio do uso da técnica de Follicular Unit Extraction (Extração de Unidades Foliculares, em português, ou FUE), já conhecida há algum tempo como uma das principais técnicas de transplantes capilares.

Nela, são retirados da região doadora folículos com 1 a 4 fios de cabelos ou pelos e estes são transplantados um a um manualmente na área desejada.

Nas primeiras semanas após a cirurgia os fios transplantados vão cair e cerca de 3 meses depois começarão a nascer normalmente. Vale lembrar que os fios nascerão com a coloração e textura original da área doadora.

Ou seja, se você utilizou folículos capilares, os fios novos terão a textura mais fina, como são os fios de cabelo.

Como o transplante funciona na prática?

O primeiro passo é observar o local onde há falta de pelos para que se possa analisar bem o motivo da falha. Feita essa primeira avaliação, é necessário discutir qual região será a doadora dos pelos a serem implantados. Geralmente pegam-se pelos da região do pescoço ou, quando o homem não tem muitos pelos na face e pescoço, usam-se folículos de cabelos da região da nuca.

O transplante geralmente é feito em apenas uma sessão. Nela o paciente recebe uma anestesia local e um sedativo leve para que possa dormir e não sentir qualquer dor durante o procedimento.

Os pelos são transplantados um a um por meio de microlâminas de safira. Esse é o instrumento indicado para realizar o procedimento para que não haja cicatrizes lineares.

Alta e rotina pós-cirurgia

O paciente é liberado no mesmo dia e pode voltar a suas rotinas habituais em no máximo 48h após o procedimento.

São necessários alguns cuidados, principalmente relacionados à higiene, nas primeiras semanas até o processo de cicatrização se finalizado. Alguns deles são lavar a área com sabonete antibacteriano neutro, evitar o uso de óleos, ceras e loções para não irritar a derme e secar bem o rosto após a higienização.

Quais são as vantagens de fazê-lo?

Além de corrigir falhas existentes, a principal vantagem do transplante de barba encontra-se no fato de ele ser definitivo.

Ou seja, o resultado final pode ser notado em até 6 meses após o procedimento e o paciente poderá fazer a barba — parcial ou totalmente — sem quaisquer problemas. Não haverá cicatrizes evidentes na pele e os pelos implantados voltam a crescer normalmente.

Isso significa que a pessoa não ficará refém de um único visual e, muito menos, da clínica onde o procedimento foi realizado. Em resumo, pode seguir uma vida normal e ter cuidados normais com a sua barba.

Quanto custa?

O valor pode variar de acordo com 2 fatores:

  • Cidade e região do país onde você mora; e
  • Quantidade de pelos a serem transplantados.

Em média, o investimento ficará entre R$ 7 mil e R$ 20 mil. Vale a pena dar uma boa pesquisada e comparar orçamentos em diferentes locais.

Lembre-se de se informar bem sobre o local e os profissionais que vão realizar o procedimento. Procure informações na internet, em redes sociais e converse com pessoas que já fizeram a técnica para ter uma boa referência.

Os profissionais indicados para realizar esse tipo de procedimentos são os cirurgiões plásticos e dermatologistas. Muitos trabalham em conjunto.

E então, ficou interessando no assunto e acha que o transplante de barba pode ser uma boa alternativa para você? Quer acompanhar todas as novidades, dicas e tudo mais que envolve o universo das barbas em primeira mão? Curta agora mesmo nossa página no Facebook!

Escrito por Pelas Barbas